0

Sua carta.

Posted by Daniela Melo on 15:14 in
Noites escuras, vento refrescante! Isso fez com que eu me lembrasse de tudo o que aconteceu. Me recordei do dia em que você me levou na cachoeira e me fez mergulhar mesmo eu não sabendo nadar. Você me ajudou a ter coragem e ao mesmo tempo força e certeza de que eu era capaz. Cada detalhe seu eu me lembro até hoje. Seus olhos profundos, seu nariz pequenino, sua boca macia e seu rosto de veludo.
Dias então, mergulhava num mar profundo de alegrias onde eu me encaminhava até você, onde eu conseguia ser eu mesma. Passei por momentos felizes e inesquecíveis ao seu lado. Tudo que é bom nunca dura pra sempre! Depois de um tempo, você me largou da maneira mais silenciosa e diferente que eu nem ao menos percebi. Você não deu notícias, desapareceu de minha vida, como se eu não mais existisse. Me deixou frustada, com medo e deitada ao meu relento, contando os dias e esperando por uma ligação, um sinal ou até mesmo uma carta sua. Os dias eram como se fosse uma imensa tortura, cujo eu não conseguia respirar. Batalhava com meus sentimentos e brigava com minhas lágrimas e minhas palavras pra poder sobreviver. Eu já estava fraca e desnutrida, não tinha como respirar. Pensei em modos de poder fugir dali e procurar-lhe por todos os lados, porém minhas energias havia esgotado e eu lutava pra poder caminhar um só passo.
Lágrimas que adoravam sair de meus olhos, limparam um pouco de meu rosto, e ao mesmo tempo ardia, e minha pele já havia ficado frágil.
Dois meses se passaram e eu estava deitada numa cama de hospital, esperando minha morte chegar, sei que não tinha mais motivo pra viver, e foi aí que recebi sua carta. Relatava-se sobre o seu sumiço e seus prejuízos. A carta mencionava que você amava outra e fugiu com ela pra outro lugar e pediu desculpas por me abandonar e me deixar a sua espera. Essa foi a notícia mais cruel que havia recebido! Desde aquele dia, meu sofrimento, minhas lágrimas e minhas fraquezas já não valiam mais a pena. Então lutei cinco vezes mais pra poder levantar e seguir em frente.
Seu amor me causou cicatrizes, nas quais eu não consigo fechar. Hoje sou amarga, e vivo com minha própia sombra. Tudo passa, mas o que fizeres comigo eu nunca irei de esquecer. Nunca mesmo!



Links para esta postagem

Copyright © 2009 All of me All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates